sábado, 7 de setembro de 2013

Blog: um espaço pessoal e público?

Postado por Mikaela Gonçalves às 09:41

Demorei para fazer esse post por muitos motivos, dentre eles esse conflito: o blog é, afinal, um espaço pessoal e acessível a todos ou apenas um espaço público impessoal? Eu acho que a resposta dessa questão varia de blog para blog, assim como existem blogs que não se envolvem com seu conteúdo, também existem blogs onde seus "donos" colocam tudo de si em cada páragrafo e, pensando bem, eu quero ser um desses blogs.
Ás vezes eu acordo com vontade de desabafar mas sem querer importunar ninguém que não queira ouvir o que tenho a dizer e então eu penso: poxa, eu tenho um espacinho livre nesse mundo virtual gigantesco, então porque não nele?
Eu tenho passado por momento difíceis e não foram somente nestes últimos dias. Venho numa onda de péssimos acontecimentos há dois anos - sim, antes mesmo de criar o blog - mas como dizia aquele ditado de vó "água mole, pedra dura, tanto bate até que fura." Você se mantêm firme o quanto pode mas parece que água mole deixa de ser mole e a pedra vai ficando cada vez mais frágil e então, quando você percebe, você já está de novo no seu quarto escutando alguma música fúnebre e achando novamente que a vida é muito injusta - e ela é, mas não só com você.
Tudo o que disse não foi para encher mais um número na lista de desculpas, muito menos para me justificar pois cada um tem os seus problemas e a vida de ninguém para porque a avó da menina de um blog - nem é famoso - que você conhece está em estado crítico em um hospital ou porque essa pode ser a quarta pessoa amada seguida que ela perde em um curto espaço de tempo. 
No "sobre" eu deixei claro que aqui é apenas um lugar onde eu quero escrever um pouco sobre muitas coisas e eu acredito que dentro dessas cabe um pouquinho de mim sabe? Ás vezes ninguém quer saber sobre a minha vida ou sobre o fato que me desmotivou a deixar o FSL meio largadinho esses dias. Ás vezes as pessoas só querem mais posts impessoais, mais resenhas, mais trilhas sonoras e mais looks do dia. Mas, eu acredito que existe pelo menos um leitor que tenha vontade de compreender o que eu estou passando e se identificar, talvez a gente até se ajude indiretamente: eu escrevendo algumas palavras fulas e ele me apoiando até mesmo com uma simples leitura completa de todas as merdas que fui capaz de redigir, alguém entende isso? Se você, meu querido easten boy ou minha querida western girl que chegou até essa parte do texto sem cochilar - ou até mesmo dando umas pescadas - entende isso, eu só tenho a agradecer e dizer que todo esse tempo que você passou aqui no meu espacinho não foi perdido, na verdade, todo esse tempo você ajudou a me encontrar.

0 comentários:

Postar um comentário

 

fuck this shit i'm late Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos